sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

UEPA: A BATALHA FINAL

Tudo indica que em breve a Governadora Ana Júlia indicará BIRA RODRIGUES reitor da UEPA.

7 comentários:

Anônimo disse...

Vc não se cansa de tentar infundir nos leitores notícias falsas?
Já é a terceira ou quarta vez que leio essa notícia em seu blog, e até agora nadica de nada.
Vê se se enxerga!

Rodrigo Moraes disse...

cara ...que se esconde no anonimato....
Se estou divulgado a noticia é pq ele circula no meio do governo.
tenha calma, como falei É A BATALHA FINAL....

pelego disse...

"infundir nos leitores notícias falsas"
eita ....

Anônimo disse...

INformação do blogespaçoaberto

Processo de escolha do reitor da Uepa continua suspenso
Tudo como dantes no quartel de Abrantes - ou da Uepa, como queiram.
Em decisão publicada hoje, e disponível no site de consulta processual do Tribunal de Justiça do Estado (TJE), a desembargadora Carmencin Cavalcante negou seguimento a recurso de agravo de instrumento impetrado pelo governo do Estado, para dar continuidade ao processo de escolha do reitor da Universidade do Estado do Pará (Uepa), que se encontra suspenso desde janeiro passado.
A desembargadora, que preside a 2ª Câmara Cível Isolada e recebeu o recurso na condição de relatora, negou seguimento ao agravo porque a Procuradoria Geral do Estado não anexou documento indispensável para a tramitação normal da peça recursal. Ou seja, ela nem apreciou o mérito. Rejeitou o recurso porque viu que não estavam presentes os pressupostos de admissibilidade para a sua impetração. "Desse modo, não estando presente pressuposto de admissibilidade do agravo, qual seja a formação completa do instrumento, dada a falta de documento obrigatório, com base no Art. 525, I, do Código de Processo Civil, nego seguimento e conhecimento ao recurso", fundamenta a desembargadora.
Com isso, continua plenamente válidade a liminar concedida pelo juiz Charles Menezes Barros em 15 de janeiro passado. Ele suspendeu o processo de escolha de reitor e vice da Uepa ao atender a uma medida cautelar ajuizada pelo professor Silvio Gusmão e assinada pelos advogados Jorge Borba e Kelly Garcia. O autor da ação alega indícios da existência de supostas irregularidades que levaram à habilitação da chapa formada pelos professores Ubiracy Rodrigues e Jofre Jacob da Silva Freitas. No pleito da Uepa, Gusmão ficou em primeiro, Bira em segundo e Ana Cláudia Hage em terceiro seja útil e eficaz".

Rodrigo Moraes disse...

Obrigado pela informação

Anônimo disse...

Esses advogados do PGE parecem ser piores que os da Uepa.
Puxa, se esqueceram do principal!!!

Anônimo disse...

Pior do que estes advogados (procuradores do estado), foi a atuação Sr. Bira Rodrigues, que sequer apresentou defesa na Ação cautelar, tornando-se revel e cofesso, e nem ao menos agravou da decisão, deixando somente á cargo da procuradoria do estado a defesa das flagrantes irregularidades do mesmo (que não estava em pleno exercício da função de professor, pois é político profissional e vive afastado da UEPA).
A justiça esta sendo feita e a democracia, bandeira histórica das nossas esquerdas será vitoriosa neste processo.
E não adianta chamar o Pós Dr. Silvio Gusmão de Fanfarrão, pois ele será Reitor da UEPA.
Valber Motta