quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

UNE divulga trabalhos aprovados na Bienal

Como de costume, durante as bienais da UNE, acontece a tão esperada Mostra Artística e Científica, um dos motores que giram o movimento cultural protagonizado pela entidade para socializar os projetos desenvolvidos pela juventude. Este ano, a 7ª Bienal da UNE tem mais o que comemorar: foram 1101 inscrições de trabalhos vindas de todos os cantos do Brasil, da Paraíba a Porto Alegre, do Acre a Minas Gerais, entre vídeos, instalações, peças de teatro, bandas de música, obras literárias e outros, que conseguiram cumprir com êxito o papel de engrossar o caldo e qualificar ainda mais esta edição.

Segue abaixo a lista dos Coordenadores de cada área:

Coord. Geral:
Fellipe Redó

Coord. Áreas:
Eleonora Rigotti

Coord. Mobilização:
Rafael Buda

Coord. Artes Cênicas:
Thiago Pondé

Coord. Artes Visuais:
Andressa Argenta

Coord. Audio Visual:
Renata Nascimento

Coord. Música:
Guilherme Barcelos

Coord. Literatura:
Elisa Ferreira

Coord. Ciência e Tecnologia:
Vasco Rodrigo

Coord. Mostra CUCA:
Cassia Olival

Confira a lista dos trabalhos selecionados

Ladrão, bandido e mal-carater

Acorda amor
Eu tive um pesadelo agora
Sonhei que tinha gente lá fora
Batendo no portão, que aflição
Era a dura, numa muito escura viatura
Minha nossa santa criatura
Chame, chame, chame lá
Chame, chame o ladrão, chame o ladrão

Acorda amor
Não é mais pesadelo nada
Tem gente já no vão de escada
Fazendo confusão, que aflição
São os homens
E eu aqui parado de pijama
Eu não gosto de passar vexame
Chame, chame, chame
Chame o ladrão, chame o ladrão

Se eu demorar uns meses
Convém, às vezes, você sofrer
Mas depois de um ano eu não vindo
Ponha a roupa de domingo
E pode me esquecer

Acorda amor
Que o bicho é brabo e não sossega
Se você corre o bicho pega
Se fica não sei não
Atenção
Não demora
Dia desses chega a sua hora
Não discuta à toa não reclame
Clame, chame lá, chame, chame
Chame o ladrão, chame o ladrão, chame o ladrão
(Não esqueça a escova, o sabonete e o violão)

Pra tirar as duvidas...

A gente tá sempre conversando...Mas nada definido.

P.S : a frase acima trata da possível vinda de Edilza Fontes para o PCdoB

Derrota mais gostosa da Direita

Vanessa é diplomada a primeira senadora eleita do Amazonas

A primeira senadora eleita pelo Amazonas recebeu, na última sexta-feira (17), o diploma do Tribunal Regional Eleitoral. Vanessa Grazziotin (PCdoB) conseguiu o feito após uma acirrada disputa eleitoral. Antes de Vanessa, apenas Eunice Michiles (Arena) havia chegado ao senado pelo estado, como suplente de João Bosco de Lima. A diplomação também marca a chegada do primeiro quadro da esquerda amazonense ao Senado.

Adeus Arthur Virgilio

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Ata de eleição do COJUEPA




DIÁRIO OFICIAL Nº. 31816 de 22/12/2010


SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS

ATA DA ASSEMBLEIA DE ELEIÇÃO DO CONSELHO ESTADUAL DE JUVENTUDE DO PARÁ PARA O BIENIO 2011 E 2012


Número de Publicaçãpo: 191630

ATA DA ASSEMBLEIA DE ELEIÇÃO DO CONSELHO ESTADUAL DE JUVENTUDE DO PARÁ PARA O BIENIO 2011 E 2012



Aos dezessete dias do mês de Dezembro de dois mil e dez às 14:00h na casa da Juventude do Pará ,sito Av. Gentil Bittencourt N x na cidade de Belém ,realizou-se a Assembléia de eleição das entidades da Sociedade Civil que irão compor o Conselho de Juventude do Estado do Pará-COJUEPA no Biênio 2011-2012 convocada em conformidade com o Edital de eleição do COJUEPA publicado no Diário Oficial do Estado do Pará Nº. 31800 de 29/11/2010. A assembléia foi coordenada pelo Coordenador de Juventude do Estado do Pará Sr. João Guilherme Abrahão e pelo representante da entidade UNEGRO Sr. Ketno Lucas Santiago. Inicialmente foi apresentado apenas 13 entidades que se inscreveram para compor os 13 segmentos da sociedade civil que compõem o COJUEPA. As entidades, seus representantes de seus respectivos seguimentos São: 1 - Movimentos, Associações, e Organizações da Juventude ESTUDANTIS. UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES :Pedro Fonteles 2. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude ARTÍSTICAS e CULTURAIS: ASSOCIAÇÃO CARNAVALESCA BOLE-BOLE : Alan Thiago de Souza Correa 3. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude Negra e Povos e Comunidades Tradicionais: FORÚM DE JUVENTUDE NEGRA: Janaina Barbosa de Oliveira. 4. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude PELA DIVERSIDADE SEXUAL: INSTITUTO ELOS: Arnaldo Cesar Nogueira Laurentino 5. Movimentos, Associações, Grupos e Organizações da Juventude – RELIGIOSOS: PASTORAL DA JUVENTUDE: Eduardo Santos Soares 6. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude DO CAMPO: SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE BENEVIDES: Robson Romulo dos Santos 7. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude TRABALHADORES/AS URBANOS/AS: CENTRAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL – CTB: Marcela Aritheia Nogueira 8. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude DE ESPORTE E LAZER: FEDERAÇÃO DE DESPORTO ESCOLAR DO ESTADO DO PARÁ: Cleiton Costa 9. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude JOVENS FEMINISTAS: MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES: Rafaela Araújo Rodrigues 10. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude JOVENS EMPRESÁRIOS/AS e EMPREENDEDORES/AS: ASSOCIAÇÃO DEMOLAY: André Magnago 11. Fóruns e Redes da Juventude: REDE NACIONAL DE ADOLESCENTE E JOVENS VIVENDO COM HIV/AIDS – RNAJVHA: Hugo Soares 2. Entidades de apoio as políticas publicas de juventude: CENTRO DE ESTUDOS E MEMORIA DA JUVENTUDE AMAZÔNICA - CEMJA: Rodrigo Ferreira de Moraes 13- Juventude Partidária; UNIÃO DA JUVENTUDE SOCIALISTA: Henos Silva do Nascimento Junior. Após a eleição por aclamação das entidades e seus representantes que compõe o COJUEPA, após debate com o tempo de 3 minutos, passou para a pauta seguinte dando inicio a eleição da mesa diretora que conduzirá o COJUEPA no biênio 2011-2012. Por unanimidade foi eleito para ser o 2 SECRETÁRIO do COJUEPA o Sr. Arnaldo Cesar Nogueira Laurentino, por unanimidade também foi eleito para ser o 1 SECRETARIO do COJUEPA o Sr. Alan Thiago de Souza Correa, para o cargo de SECRETARIO GERAL a André Magnago, para 1 VICE-PRESIDENTE foi eleita Janaina Barbosa de Oliveira e a VICE-PRESIDENTE do COJUEPA foi eleita Rafaela Araújo Rodrigues e para PRESIDENTE do Cojuepa foi eleito o Sr. Rodrigo Ferreira de Moraes. Após a eleição da mesa diretora o Coordenador de Promoção dos Direitos da Juventude

do Governo do Estado do Pará, Sr João Guilherme Abrahão saudou a composição do novo Conselho de Juventude do Pará, falando da necessidade do fortalecimento do mesmo para um melhor acompanhamento das políticas publicas desenvolvidas pelo Governo do Estado e em seguida passou a palavra para o novo presidente do COJUEPA Sr. Rodrigo Moraes que saudou a eleição e agradeceu a participação de todos na Assembléia, frisou o papel histórico da juventude paraense na construção e formulação das políticas para juventude, abordando a necessidade do COJUEPA contribuir com a ampliação da participação juvenil nos debate sobre o assunto e que ele enquanto representante do COJUEPA dará sua parcela de contribuição no sentido do fortalecimento da rede no sentido da construção e fortalecimento dos conselhos municipais de juventude e que será um bastião na fiscalização da aplicação das políticas por parte do estado. Ao termino passou a palavra para a Vice – Presidente Rafaela Araújo Rodrigues, que parabenizou a fala do Presidente eleito Rodrigo Moraes e ressaltou as conquista do seguimento juvenil promovida pelo governo que encerra seu mandato, através de políticas como o PROJOVEM Urbano, Casa da Juventude, PROTEJO, Bolsa Trabalho e negritou que sua função será de zelar pela manutenção das conquistas já alcançadas. Abordou também sobre o papel da mulher na política ressaltando que sua presença na mesa diretora contribui e enaltece a presença feminina nos espaços de poder e que sua passagem vai selar pela militância aguerrida de varias mulheres que exercem função no núcleo de poder, contribuindo assim para estimular a participação de outras. Logo após a fala eu Ketno Lucas Santiago, dou por encerrado a Assembléia e declaro eleitos e empossados a nova mesa diretora do COJUEPA.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

EDILZA e o PCdoB

Muito tem se falado da vinda de Edilza Fontes para o Partido Comunista do Brasil.Bem, primeiramente é preciso que Edilza decida sair do Partido dos Trabalhadores e essa decisão cabe somente a ela.Não entrarei em detalhes sobre as relações da Professora Edilza com o PT , creio que isso é algo que diz respeito exclusivamente a ela e a direção do PT.
O Partido Comunista do Brasil é um partido de carater revolucionário e socialista que se organiza nos princípios do Marxismo-Leninismo com forte enraizamento nas lutas do povo e grande tuação nos movimentos sociais.Conheço a Edilza e sei que suas convicções convergem com as do PCdoB .
Caso ela decida por ingressar no PCdoB saberá que será bem vinda e que será mais um soldado na linha de frente da luta em defesa do povo da democracia e do socialismo.
Nosso partido se prepara para a batalha de 2012 , lançaremos chapa própria para vereador com possibilidades de candidatura majoritária para a disputa de Belém e com toda certeza Edilza se encaixa em nosso projeto politico

PCdoB do Pará divulga resolução aprovada em reunião



Em reunião do pleno pós-eleições 2010, os membros da direção do Comitê Estadual do PCdoB paraense e convidados participaram de um intenso debate avaliando o processo eleitoral de 2010 e traçou perspectivas partidárias para o próximo período. O resultado é a resolução reproduzida a seguir.

PCdoB/Pará nas eleições 2010 e as perspectivas para 2012 e 2014

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Conselho Estadual de Juventude do Pará elege nova direção

Na última sexta-feira ocorreu a eleição da nova Gestão do Conselho Estadual de Juventude do Pará-COJUEPA,. A Assembléia que elegeu as entidades da sociedade Civil e a mesa diretora do COJUEPA ocorreu na sede da “CASA DA JUVENTUDE“ em Belém e contou com a participação da diversas entidades representativas dos mais diversos segmentos da juventude Paraense, entre elas estava presente: União Nacional Dos Estudantes, Associação Carnavalesca Bole-Bole, Fórum de Juventude Negra, Instituto Elos, Pastoral da Juventude, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Benevides, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil –CTB, Federação de Desporto Escolar do Estado do Pará, Marcha Mundial Das Mulheres - MMM, Centro de Estudos e Memória da Juventude Amazônica – CEMJA, Rede Nacional de Adolescente e Jovens Vivendo com Hiv/Aids – RNAJVHA, Associação Demolay e a União da Juventude Socialista - UJS e várias outras importantes entidades participaram da prestigiada Assembléia .
A Assembléia contou com a presença do Coordenador de Juventude do Governo do Estado do Pará, Guilherme Abrahão que acompanhou todo o processo. Foi eleito para presidir o COJUEPA na gestão 2011-2012 Rodrigo Ferreira de Moraes (CEMJA) e Vice-Presidente - Rafaela Rodrigues (MMM), 1 vice-presidência - Janaina Barbosa (Fórum da juventude Negra) , Secretário Geral - André Magnago, (Ordem Demolay), 1 Secretario - Alan Correa ( Associa.Carnavalesca Bole-Bole) e para a 2 Secretaria - Cesar Nogueira: (Instituto Elos).

Para Rodrigo Moraes presidente eleito do COJUEPA, a principal tarefa do conselho é dar continuidade a construção de Políticas Públicas de Juventude no Pará assim como cobrar do próximo governo a realização da Segunda Conferência Estadual de Juventude do Pará.

Video Emocionante..A UNE somos nós ,nossa força e nossa voz.

domingo, 19 de dezembro de 2010

UNE de volta pra casa...Fiz parte dessa História


Na passeata que invadiu o terreno e devolveu a UNE sua sede histórica

Foto em cima do Telhado onde funcionava o estacionamento no terreno da UNE

Presidente Lula marcará pedra fundamental da nova sede da UNE e da UBES nesta segunda, dia 20
Os estudantes voltam definitivamente para o local chamado "a casa do poder jovem". Uma homenagem também aos ex-presidentes das entidades e lideranças estudantis para celebrar a conquista de gerações
Na próxima segunda-feira, dia 20 de dezembro, às 16h, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitará o terreno da antiga sede da UNE e da UBES, na Praia do Flamengo, 132, no Rio de Janeiro. Ele estará acompanhado do governador do Rio Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes. O espaço abrigou o prédio da UNE e UBES até 1964, quando foi invadido e incendiado pela ditadura, sendo posteriormente derrubado. Em 2007, os estudantes recuperaram o terreno

João Canuto Vive

No último dia 18 de dezembro (sábado), completa 25 anos do assassinato do sindicalista João Canuto de Oliveira primeiro presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Rio Maria-Pará.



HÁ 25 ANOS TOMBA O SINDICALISTA JOÃO CANUTO PELA BALA DO LATIFÚNDIO



Cleber Rezende[1]



Na luta pela reforma agrária, pela defesa e promoção dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, muitos trabalhadores/as e suas lideranças tombaram pela bala do latifúndio Brasil afora. A morte sistemática de dirigentes sindicais rurais, religiosos, advogados e militantes de partidos de esquerda colocam em evidência a impunidade no campo e requer resposta política das autoridades competentes.



O município de Rio Maria no sul do estado do Pará, palco de muitas lutas camponesas. Desmembrado de Conceição do Araguaia em 1982, os trabalhadores rurais deste município travaram uma luta pela emancipação sindical da categoria e pela fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) no município recém emancipado. Na época o STR de Conceição do Araguaia era presidido pelo médio proprietário rural conhecido como Bertoldo Lira nomeado pelo INCRA a serviço do regime militar e aliado do latifúndio. Segundo os trabalhadores rurais Bertoldo podia ser classificado como “pelego”, posto que, não defendia os interesses dos trabalhadores.



Em 1983 foi criada a delegacia sindical dos Trabalhadores Rurais de Rio Maria sendo eleito, provisoriamente, como presidente o trabalhador rural João Canuto de Oliveira. Após a conquista da independência do sindicato de Conceição do Araguaia João Canuto foi eleito por seus pares como presidente do agora recém criado Sindicato. Canuto se torna uma das principais lideranças em defesa da reforma agrária, apoiando os camponeses em suas lutas pelo direito a posse da terra na região Sul do Pará.



O latifúndio, principalmente, aqueles que tinham grilado terras do estado ou ocupado indevidamente, eram ligados a União Ruralista Democrática (UDR) e incomodados com os avanços das ocupações de terras por parte dos trabalhadores rurais, definem e implementa o plano de eliminação física de João Canuto.



Em 18 de dezembro de 1985 tomba o sindicalista João Canuto de Oliveira presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Rio Maria-Pará com 18 tiros certeiros de pistoleiros a mando do latifúndio. De acordo com inquérito policial entre os acusados de serem mandantes estavam o prefeito de Rio Maria a época (1985) o fazendeiro Adilson Carvalho Laranjeira e o fazendeiro Vantuir Gonçalves de Paula. Vale ressaltar que estes foram os dois conduzidos ao Tribunal do Júri, no entanto o assassinato foi planejado por um numero de aproximadamente 20 pessoas, incluindo políticos, fazendeiros e empresários.



João Canuto além sindicalista era militante ativo do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) defensor da reforma agrária, da justiça social no campo e na cidade e do socialismo, tendo concorrido à prefeitura municipal de Rio Maria em 1982 pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) na corrente progressista onde se aglutinava os militantes de esquerda, perdendo a eleição para Laranjeira por meio da “fraude incontestável” no referido processo eleitoral em favor do representante das elites latifundiárias.



O assassinato de João Canuto representou mais do que a eliminação de um líder sindical, perde-se uma grande liderança política e ativista comunista da classe trabalhadora rural da região sul do Pará e do Brasil. Morreu João Canuto, mas não suas idéias e a luta pela reforma agrária e pela apuração e condenação dos pistoleiros e mandantes de seu assassinato, sendo uma luta que mobilizou diversas entidades de direitos humanos nacionais e internacionais inclusive a OEA. No entanto, a morosidade da justiça paraense, principalmente, no que diz respeito às investigações do caso leva-nos a duvidar da imparcialidade destes agentes. Além do mais, assassinatos de sindicalistas tornou-se corriqueiros no município de Rio Maria.



Expedito Ribeiro de Souza, sucessor de João Canuto na presidência do Sindicato, dá continuidade à luta camponesa pela reforma agrária. No entanto, a impunidade impera e os assassinatos contra as lideranças sindicais dos trabalhadores rurais continuam. Em 02 de fevereiro de 1991, Expedito Ribeiro é assassinado a mando do fazendeiro Jerônimo Alves de Amorim. Amorim vai a julgamento após anos de lutas do STR de Rio Maria, do Comitê Rio Maria e da Comissão Pastoral da Terra (CPT).



Embora se reconheça o valor excepcional da espetacular condenação pela morte de Expedito Ribeiro, do fazendeiro Jerônimo Alves do Amorim em 06.06.2000, e pela condenação de Adilson Carvalho Laranjeira[2] e Vantuir de Paula, pela morte de João Canuto, em 29.05.2003, deve-se afirmar que estes foram os primeiros e únicos mandantes de assassinatos contra trabalhadores rurais a serem responsabilizados judicialmente. Ressalte-se no entanto, que o fazendeiro Jerônimo Amorim cumpre prisão domiciliar e os dois outros fazendeiros aguardam julgamento de recurso em liberdade. Mesmo condenados por julgamento popular, devido influências políticas, dificilmente cumprirão a pena atrás das grades.[3]



Carlos Cabral Pereira sucessor de Expedito e genro de Canuto a época (1991), foi ferido num atentado a bala a mando do latifúndio em 04 de março de 1991, ou seja, um mês depois do assassinato de Expedito Ribeiro. E cinco anos após a morte de João Canuto, em 22 de abril de 1990 três de seus filhos, Orlando, José e Paulo Canuto, foram seqüestrados e dois deles José e Paulo foram assassinados, somente Orlando Canuto escapa gravemente ferido.



O caso Canuto simbólico na luta camponesa pela reforma agrária, no Pará e no Brasil, foi antecedido de outros assassinatos brutais, na região, como o agente pastoral Raimundo Ferreira Lima (Gringo) em maio de 1980 e o lavrador Belchior Martins da Costa:



Assassinado no dia 02.03.1982, por disputa de terra, quando colhia sua roça de arroz. Conforme declarações da época, o corpo foi perfurado por 140 tiros, mas a policia não fez nenhuma perícia[4].



Diante do grande numero de conflitos no campo e assassinatos por encomenda de lideranças sindicais, Rio Maria ficou conhecida como “A Terra da Morte Anunciada”[5] e símbolo da luta camponesa no Pará e no Brasil. E o Estado do Pará o símbolo da impunidade no campo, passando pelo assassinato do ex-deputado e advogado de posseiros do Sul do Pará, Paulo Fonteles, ocorrido em 11 de junho de 1987 e posteriormente o deputado estadual e advogado João Batista, 1988; pelo massacre de Eldorado dos Carajás/PA em 17 de abril de 1996, onde foram assassinados pelo aparato estatal da Polícia Militar 19 trabalhadores rurais sem terras, e também de tantas outras lideranças sindicais e religiosas como o assassinato da Irmã Dorothy Stang, 73 anos, em 12 de fevereiro de 2005, no município de Anapu/Pará.



Diante deste relato histórico, nesse dia 18 de dezembro de 2010, a exatos 25 anos do assassinato do sindicalista João Canuto de Oliveira, cabe reafirmar que:



A luta pela reforma agrária e pelo socialismo são absolutamente atuais, desta quadra histórica, deste momento brasileiro e, mais do que nunca é preciso exemplos para reforçar o caráter das mudanças para o desenvolvimento, com valorização do mundo do trabalho para o futuro de progresso social da nação brasileira[6].



Portando cabe exigir do governo da presidente eleita Dilma Rousseff que teve uma vitória de grande significado para o povo brasileiro, rumo as mudanças em curso e na construção de um Novo Projeto de Desenvolvimento Nacional, uma atuação contundente no combate aos assassinatos no campo, a grilagem de terras, ao trabalho escravo, pelo fim da impunidade e pela implementação efetiva das reformas estruturantes do país, como a reforma agrária para a promoção da justiça social no campo e por um país soberano, democrático, desenvolvido e socialmente mais justo.



1] Secretário Sindical do Comitê Estadual do PCdoB/Pará; Secretário Geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB/Pará; Acadêmico de Direito e bolsista do ProUni no Centro Universitário do Pará – CESUPA; Ex-Secretário Geral do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Maria-Pará (1998-2000)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Juventude em Pauta

Acontece neste sexta-Feira as 14:00 na casa da Juventude a eleição do Conselho Estadual da Juventude.
O conselho é composto por 26 membros , 13 do governo e 13 da sociedade Civil.Para o mandato 2011-2012 será eleito para presidir o Conselho algum representante da Sociedade Civil.
A Presidência do COJUEPA poderá ser disputada por qualquer entidade devidamente cadastrada para compor o COJUEPA.

Festa Vermelha

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Credenciamento das entidades para o CONEB da UNE ocorre amanhã.

O credenciamento para o Conselho Nacional de entidades de Base deve ser feito na sexta-feira (10). O credenciamento deverá ser feito nesta sexta-feira (10 de dezembro), das 9h às 22h, nos estados de origem de cada entidade de base. A Comissão indicou ainda os integrantes que irão compor cada mesa de credenciamento.

A próxima reunião da CNCO está marcada para o dia 17 de dezembro de 2010 (sexta-feira). O objetivo é julgar os recursos existentes e organizar o credenciamento no Rio de Janeiro, local onde será realizado o CONEB, de 14 a 17 de janeiro de 2011.

PARÁ


Local:
DCE IFET

Comissão de credenciamento:
UAP / Da Geologia da UFPA / CADEL / CA Eng. Mecânica UFPA / CA Direito FIBRA / DCE UNAMA / CA Turimos IFET

Natal no Hangar será muito bom..

O Natal para Todos, programação de fim de ano do Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia terá atrações de peso este ano: Marcelo D2, Zeca Baleiro, Paulinho da Viola, Teatro Mágico e Funk Como Le Gusta já estão confirmados. A programação será realizada no período de 10 a 12 e de 16 a 20 de dezembro.

A exemplo do que foi apresentado nos últimos três anos, o Hangar novamente une lazer e cultura a uma campanha de arrecadação de brinquedos e artigos de higiene.

Entre os artistas que já participaram do projeto estão Ivan Lins, Orquestra Imperial, Arthur Moreira Lima, Diogo Nogueira e Luiza Possi.

Em 2010, Nando Reis e Zeca Baleiro se apresentam na abertura do Natal Hangar, dia 10, quando será inaugurada a tradicional decoração de Natal, com a iluminação de sete árvores de alumínio, em conjunto com o grande presépio de ferro localizado no lago do complexo.

diarioonline

Sejudh Lança edital que concova eleição do Conselho Estadual de Juventude.

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31800 de 29/11/2010

SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS

EDITAL DE ELEIÇÃO DO CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ

Número de Publicação: 183377


CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ – COJUEPA

RESOLUÇÃO Nº 01/2010 de 08 de novembro de 2010, publicada no Diário Oficial do estado, seção x,em 0x de novembro de 2010, páginas x de novembro de 2010, página x.

Dispõe sobre o Edital de Convocação da

Assembléia de Eleição dos Representantes da Sociedade Civil no CONSELHO de JUVENTUDE do ESTADO do PARÁ para o biênio 2011 a 2012.

Em cumprimento ao disposto na Lei nº 6936, de 22 de dezembro de 2006, que criou o CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ, ao Decreto nº 30830, de 26 de dezembro de 2006 e ao Decreto de 10 de julho de 2007 do diário oficial nº 30964 de 11 de julho de 2007 que dispõem sobre a nomeação de conselheiros, e a resolução da mesa diretora, fica convocada a assembléia de eleição da representação da sociedade civil do CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ para o biênio 2011 a 2012 nos limites do presente Edital.



EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÃO DO CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ BIÊNIO 2009 a 2011



Cláusula 1º - DO CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ

Art. 1º - O CONSELHO DE JUVENTUDE DO ETADO DO PARÁ, órgão colegiado de caráter deliberativo, consultivo e fiscalizador vinculado à estrutura da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, tem, segundo a Lei nº 6.936, de 22 de dezembro de 2006, os seguintes objetivos:

I - propugnar pela defesa da juventude e de seus direitos com absoluta prioridade ao direito à vida, à saúde, à educação à alimentação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade, ao desenvolvimento sustentável e à convivência familiar e comunitária, colocando-a a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, marginalização, violência, crueldade e opressão;

II - despertar a consciência de todos os setores da comunidade para a realidade, as necessidades e as potencialidades da juventude;

III - fomentar e incentivar campanhas de conscientização e programas educativos, particularmente junto a instituições de ensino e pesquisa, empresas, veículos de comunicação e outras entidades, sobre potencialidades, direitos e deveres da juventude;

IV - cooperar nas realizações relativas à juventude, desenvolvidas por órgãos, governamentais e não-governamentais, e promover entendimentos com organizações afins de caráter nacional e internacional;

V - elaborar e propor políticas públicas para promoção e desenvolvimento do jovem, fortalecendo os ideais de respeito mútuo e solidariedade;

VI - zelar pelos interesses e direitos inerentes à juventude, fiscalizando e fazendo cumprir a legislação pertinente;

VII - cooperar com a Administração Pública Estadual, quando solicitado, na elaboração, no planejamento e na execução de políticas inerentes à juventude.



CLÁUSULA 2ª - DAS COMPETÊNCIAS DO CONSELHO JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ

Art. 2º - Conforme dispõe a Lei nº 6936, de 22 de dezembro de 2006, que criou o CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ, e ao Decreto de 26 de dezembro de 2006, diário oficial nº 30830, são atribuições do CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ:

I - promover entendimento e intercâmbio com organizações que tenham objetivos comuns;

II - propor critérios e promover entendimentos para o emprego de recursos destinados pelo Estado a projetos que visem implementar a realização de programas de real interesse da juventude;

III - criar comissões técnicas temporárias e permanentes;

IV - mobilizar recursos governamentais e não-governamentais e apoio a programas e projetos relacionados à juventude;

V - convidar entidades governamentais, não-governamentais e privadas, bem como pessoas físicas ou jurídicas, para colaborarem na execução de suas atividades;

VI - estimular a criação de serviços e campanhas que promovam o bem-estar e o desenvolvimento dos jovens, fomentando sua participação no processo social;

VII - propor projetos a serem executados pelos órgãos ligados direta e indiretamente às questões da juventude;

VIII - cooperar com a Administração Pública Estadual, manifestando-se sobre questões de interesse da juventude e acompanhando a execução de programas de governo no âmbito estadual, nas questões referentes à juventude, com vistas à satisfação de suas necessidades e à defesa dos seus direitos;

IX - elaborar e aprovar seu regimento interno;

X - propor a celebração de convênios;

XI - cooperar com órgão ou instância indicada pela Administração Pública Estadual responsável pela condução da política estadual de juventude no Estado;

XII - incentivar a criação de conselhos municipais de juventude;

XIII - buscar o estabelecimento de parcerias globais e específicas com os Municípios, com vistas ao melhor desenvolvimento das políticas públicas de juventude no Estado do Pará;

XIV - estabelecer pólos de discussão, a fim de constituir células de atuação no âmbito regional.



CLÁUSULA 3ª - DA COMPOSIÇÃO

Art. 3º - O CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ é integrado por representantes do Poder Público e da sociedade civil, com reconhecida atuação na defesa e promoção dos direitos da juventude. O CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ é constituído de vinte e seis membros titulares, e respectivos suplentes, mediante a participação paritária de representantes do Poder Público Estadual e da sociedade civil organizada, nomeados pela Governadora do Estado do Pará.



CLÁUSULA 4ª - DA INSCRIÇÃO

Art. 4º - Poderão candidatar-se a representantes da sociedade civil no CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ, para o biênio 2011 a 2012, as seguintes categorias:

a) Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude;

b) Fóruns e Redes da Juventude;

c) Entidades de Apoio às Políticas Públicas de Juventude.

Art. 5º As candidaturas da sociedade civil deverão preencher Formulário padrão de Inscrição disponível no protocolo da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos.

Art. 6º - As inscrições deverão ser feitas até 10 dias úteis após a publicação do presente edital, data da postagem por SEDEX, ou do protocolo dos documentos requeridos, à Secretaria Executiva do CONSELHO JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ, Rua 28 de setembro, 339, Belém. PA, CEP 66010-100.

Cláusula 5ª - Da inscrição de Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude.

Art. 7º - Para se habilitar para a referida eleição o Movimento, Associação ou Organização da Juventude, deverá comprovar:

a) pelo menos dois anos de funcionamento;

b) atuação na mobilização, organização, na promoção ou na defesa ou na garantia dos direitos com reconhecimento na área e na temática de juventude.

Art. 8º - No ato da inscrição o Movimento, Associação ou Organização de Juventude deverá apresentar ou enviar os seguintes documentos:

a) Cópia autenticada do Estatuto do Movimento, Associação ou Organização de Juventude.

b) Cópia autenticada da Ata de reunião que elegeu a atual representação do Movimento, Associação ou Organização de Juventude;

c) Relatório das atividades desenvolvidas no biênio que informe sua atuação no campo da juventude;

d) Indicação formal, firmada pelo representante legítimo do Movimento, Associação ou Organização de Juventude, na forma do seu Estatuto ou correlato, do representante que participará da assembléia de eleição, citando nome e qualificação;

e) Formulário padrão preenchido.

Art. 9º - A inscrição de Movimentos, Associações ou Organizações de Juventude de caráter geral, estadual ou nacional, não permitirá a inscrição de suas associadas, filiadas e componentes.

Art. 10º - Na categoria de representação de Movimentos, Associações ou Organizações de Juventude, para participar da Assembléia de eleição e para assumir eventual cadeira no CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ, somente serão admitidas indicações de jovens entre 15 e 29 anos preferencialmente, ou até 35 anos.

Parágrafo Único. Indicações de jovens entre 15 e 18 anos deverão ser acompanhadas de documento autenticado com autorização e declaração dos pais ou responsável.



CLÁUSULA 6ª - DA INSCRIÇÃO DE FÓRUNS E REDES DA JUVENTUDE

Art. 11 - O Fórum e a Rede de Juventude, para se habilitar para a referida eleição deverá comprovar:

a) pelo menos dois anos de funcionamento.

b) atuação na mobilização, organização, na promoção ou na defesa ou na garantia dos direitos com reconhecimento do impacto/influência estadual na área e na temática de juventude;

Art. 12 - No ato da inscrição o Fórum e da Rede deverá apresentar ou enviar os seguintes documentos:

a) Cópia autenticada do Estatuto do Fórum e da Rede registrado em cartório;

b) Cópia autenticada da Ata de posse e de reunião que elegeu a atual representação do Fórum e da Rede;

c) Relatório de atividades do biênio anterior que informe sua atuação no campo da juventude;

d) Indicação formal, firmada pelo representante legítimo do Fórum e da Rede, na forma do seu Estatuto ou correlato, do representante que participará da assembléia de eleição, citando nome e qualificação;

e) Formulário padrão preenchido.

Art. 13 - Na categoria de representação de Fóruns e Redes da Juventude, para participar da Assembléia de eleição e para assumir eventual cadeira no CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ, somente serão admitidas indicações de jovens entre 15 e 29 anos preferencialmente, ou até 35 anos.

Parágrafo único. Indicações de jovens entre 15 e 18 anos deverão ser acompanhadas de documento autenticado com autorização e declaração dos pais ou responsável.



CLÁUSULA 7ª - DA PARTICIPAÇÃO DAS ENTIDADES DE APOIO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE

Art. 14 - A Entidade de Apoio às Políticas Públicas de Juventude, para participar da referida eleição deverá comprovar:

a) pelo menos dois anos de funcionamento;

b) atuação no atendimento e ou na promoção e ou na defesa e ou na garantia dos direitos e ou no estudo e na pesquisa da juventude com reconhecido impacto/influência estadual e/ou nacional;

Art. 15 - No ato da inscrição a Entidade de Apoio às Políticas Públicas de Juventude deverá apresentar ou enviar os seguintes documentos:

a) Cópia autenticada do Estatuto da Entidade, registrado em cartório;

b) Cópia autenticada da Ata de posse e de reunião que elegeu a atual representação legal da Entidade, registrada em cartório;

c) Relatório de atividades do biênio anterior, comprovando sua contribuição na elaboração de políticas públicas de juventude que apresentem impacto/influencia estadual;

d) Indicação formal, firmada pelo responsável legal da Entidade, na forma do seu Estatuto, do representante que participará desta assembléia de eleição, citando nome e qualificação;

e) Comprovante da Inscrição e da Situação Cadastral (CNPJ);

f) Formulário padrão preenchido.

Cláusula 8ª - Da eleição para representação da sociedade civil.

Art. 16- A eleição será para o preenchimento das vagas para representação da sociedade civil, entre titulares e suplentes, serão distribuídas da seguinte forma:

a) Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude de atuação estadual;

b) Fóruns e Redes da Juventude;

c) Entidades de Apoio às Políticas Públicas de Juventude;

Art. 17- Os Movimentos, Associações, e Organizações da Juventude de atuação estadual poderão se candidatar e poderão ser eleitos para as seguintes cadeiras de Titulares (T) e de seus respectivos Suplentes (S):

1. Movimentos, Associações, e Organizações da Juventude ESTUDANTIS. T e S

2. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude ARTÍSTICAS e CULTURAIS. T e S

3. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude Negra e Povos e Comunidades Tradicionais. T e S

4. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude PELA DIVERSIDADE SEXUAL. T e S

5. Movimentos, Associações, Grupos e Organizações da Juventude - RELIGIOSOS. T e S

6. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude DO CAMPO. T e S

7. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude TRABALHADORES/AS URBANOS/AS. T e S

8. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude DE ESPORTE E LAZER. T e S

9. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude JOVENS FEMINISTAS. T e S

10. Movimentos, Associações ou Organizações da Juventude JOVENS EMPRESÁRIOS/AS e EMPREENDEDORES/AS. T e S

11. Fóruns e Redes da Juventude. T e S

12. Entidades de apoio as políticas publicas de juventude. T e S

13- Juventude Partidária; T e S

Art. 18 - A não habilitação pela Comissão Eleitoral de candidaturas em número igual ou superior as categorias descritas no artigo 17 e ensejará a habilitação de inscrição ou de ampliação na categoria com maior numero de inscrições.

Art. 19 - Cada candidatura da sociedade civil só poderá inscrever-se em uma categoria. A escolha da categoria não poderá ser alterada no momento da Assembléia de eleição.



CLÁUSULA 9ª - DA COMISSÃO ELEITORAL E DO PROCESSO DE ANÁLISE

Art. 20 - Comissão Eleitoral, composta por dois representantes da sociedade civil e dois representantes do Governo do Estado do Pará, e publicarão em cinco dias após o encerramento da data de inscrição, no D.O.E., a lista dos candidatos a representantes da sociedade civil habilitados.

Art. 21 - É de responsabilidade da Comissão Eleitoral, após análise dos documentos comprobatórios e do relatório de atividades, confirmar ou não a inscrição representantes da sociedade civil.

Art. 22 - É facultada a Comissão Eleitoral reclassificar a categoria do representantes da sociedade civil. Quando isso ocorrer, a Comissão Eleitoral tomará as seguintes providências:

a) Comunicará a parte interessada;

b) Após confirmação da concordância da parte interessada, procederá a inscrição;

c) Se a parte interessada não concordar com a reclassificação da categoria, a solicitante não será habilitada.

CLÁUSULA 10ª - DA ASSEMBLÉIA DE ELEIÇÃO.

Art. 23 – Após a publicação dos habilitados a concorrerem a uma eventual cadeira no Conselho de Juventude do Estado do Pará a comissão eleitoral convocará a Assembléia de eleição do COJUEPA.

Parágrafo único: No dia da assembléia de eleição, esta instalar-se-á às 9h em primeira chamada com a presença de 50% dos/as representantes habilitados/as e às 9h30min com qualquer quorum, será iniciada a Assembléia de Eleição que será encerrada até às 18hs, em Belém /PA.

Art. 24 - A Comissão Eleitoral fará a designação do presidente e do secretário da Assembléia, que farão a apresentação da proposta da pauta e de organização dos trabalhos.

Art. 25 - Será permitida a presença de no máximo três representante de cada Movimento, Associação, e Organização da Juventude de atuação estadual - Fóruns e Redes da Juventude e Entidade de Apoio às Políticas Públicas de Juventude habilitadas para a referida assembléia.

Art. 26 - A definição dos procedimentos para realização da assembléia, assim como todo o processo de escolha das organizações para comporem o CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ , poderá ser fiscalizado pelo Ministério Público Estadual e pelo Conselho de Justiça e Direitos Humanos.

Art. 27 - Nas categorias Movimentos, Associações ou Organizações de Juventude, Fóruns e Redes da Juventude, cada participante votará, dentro de sua cadeira.



CLÁUSULA 11ª - DA NOMEAÇÃO DA REPRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DO CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ - COJUEPA, PARA O BIÊNIO 2011 A 2012.

Art. 28 - Após apurado e divulgado o resultado, será feita a lavratura da ata que será encaminhada à Presidência do CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ e ao Gabinete da Secretária de Estado de Justiça e Direitos Humanos, o qual proclamará as entidades eleitas, e encaminhará, num prazo máximo de 10 (dez) dias, a Casa Civil da Governadoria para publicação de decreto de nomeação.

Art. 29 - A cadeira no CONSELHO DE JUVENTUDE DO ESTADO DO PARÁ não tem caráter individual e será do Movimento, Associação ou Organização de Juventude, do Fórum e Rede da Juventude, ou da Entidade de Apoio às Políticas Públicas de Juventude, que terá um prazo de 5 (cinco) dias após a eleição para indicar o titular e o suplente.







CLÁUSULA 12ª - DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 30 - A Comissão Eleitoral durante o processo de análise dos documentos poderá solicitar outras informações e/ou documentos caso necessário.

Art. 31- Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Eleitoral.

Art. 32 - Esta resolução entra em vigor na data de sua publicação.



Belém. PA, 10 de novembro de 2010



Mailson Lima Nazaré

Presidente do Conselho de Juventude do Estado do Pará

Governo Dilma: 10 novos ministros são oficialmente anunciados

A equipe de transição da presidente eleita Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira (8) mais dez ministros que integrarão o futuro governo. Há três nomes do PT: a senadora Ideli Salvatti (SC), líder do partido no Congresso, que será a ministra da Pesca e Aquicultura; a deputada federal Maria do Rosário (RS), que assume a pasta de Direitos Humanos da Presidência; e o atual ministro do Planejamento, Paulo Bernardo (PR), assume a pasta de Comunicações.

Já a jornalista Helena Chagas, que fez parte da campanha de Dilma e não tem filiação partidária, vai para a secretaria de Comunicação Social.

Do PMDB, partido do vice-presidente eleito, Michel Temer (SP) são cinco: o senador Garibaldi Alves Filho (RN) foi confirmado para a Previdência Social; o senador Edison Lobão (MA) vai para a pasta de Minas e Energia; o deputado federal Pedro Novais (MA) vai para Turismo; o ex-deputado Wagner Rossi (SP) permanece no Ministério da Agricultura; e o ex-governador do Rio de Janeiro e vice-presidente de Fundos e Loterias da Caixa Econômica Federal, Moreira Franco (RJ), fica com a Secretaria de Assuntos Estratégicos. Já o senador Alfredo Nascimento (PR-AM) volta ao comando dos Transportes.

"A presidente eleita determinou a seus novos auxiliares que trabalhem de forma integrada com os seus demais setores do governo para dar cumprimento a seu programa de desenvolvimento com distribuição de renda e estabilidade econômica, assegurando a melhoria de vida de todos os brasileiros", disse a nota oficial sobre as indicações.

Michel Temer disse mais cedo que "saiu de bom tamanho" a destinação de cinco ministérios para o PMDB, além da Defesa, onde deve permanecer o atual ministro Nelson Jobim, que mesmo filiado ao PMDB, entraria na "cota pessoal” de Dilma.

Dos dez novos ministros neste terceiro anúncio oficial, todos os nomes já tinham sido cogitados nos bastidores e alguns praticamente confirmados pelos próprios escolhidos. Com a nomeação de cinco peemedebistas, Dilma tranquiliza seu principal aliado. Já o PR continua com a mesma cota que tinha no governo Lula.

Outros ministros

Com a divulgação de hoje sobe para 16 o número de ministros já confirmados e ainda faltam 21 indicações. Na última sexta-feira (3), já tinham sido anunciados os nomes de Antonio Palocci para ocupar a Casa Civil, José Eduardo Cardozo para a pasta da Justiça e Gilberto Carvalho para a Secretaria-Geral da Presidência.

Já na última quarta-feira (24) também foram oficialmente anunciados os nomes da equipe econômica: Guido Mantega, que permaneceu na Fazenda, a coordenadora do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Miriam Belchior para o Planejamento e o diretor de Normas e Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, Alexandre Tombini, foi indicado para o Banco Central. O nome dele já foi aprovado pelos na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos), mas ainda precisa da aprovação no plenário do Senado.

Fonte: Folha Online

Matinta Premiada.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Humor de Luto


















O humor está de luto ...Morreu o ator canadense Leslie Nielsen.
Na década de 80, ficou conhecido por sua atuação no filme “Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu”, mais tarde eleito pelo American Film Institute como um dos dez filmes mais engraçados já produzidos. Na pele do tenente trapalhão Frank Debrin, protagonizou os diversos filmes da franquia "Corra que a Polícia Vem Aí".

Nos anos 2000, participou de comédias como "2001, Um Maluco Perdido no Espaço", "Todo Mundo em Pânico 3" e "Todo Mundo em Pânico 4". Neste último, o ator aparece como presidente dos Estados Unidos.

Resolução do CC do PCdoB

Lutar pelo êxito do governo Dilma e reforçar o papel do PCdoB

Veja a resolução

Seminário debate fortalecimento das políticas para mulheres

A União Brasileira das Mulheres (UBM), seção Pará, promoveu na manhã deste sábado (28) o seminário “Fortalecer o Controle Social nas Ações do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres” que reuniu dezenas de mulheres e homens que discutiram a questão da mulher sob uma temática política, econômica e social.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Será que dá.

O PCdoB do Pará recebeu com muita alegria a noticia da validação dos votos do nossa camarada Roberto Martins.O TSE nos deu ganho de causa.
Aguardamos o julgamento de mais dois casos..Podemos voltar pra AL.

Esse Blog serve pra alguma coisa...

Hoje recebi a ligação do presidente do D.A de Vigia. Queria informações sobre o CONEB da UNE..Falou que é leitor do Blog.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ela vem?

Muito se falou que Putty viria para o PCdoB pra ser candidato a prefeito em Belém....Eu avisei que era uma Petista que queria fazer essa percurso.
E olha as conversas estão adiantadas.

Vem aí a Bienal de Cultura da UNE.

Cidade da Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016 recebe mais de 10 mil estudantes do Brasil e da América Latina entre os dias 18 e 23 de janeiro de 2011; jovens de todas as regiões já organizam caravanas rumo à cidade maravilhosa, saiba como participar e inscrever trabalho.
O maior e mais aguardado festival estudantil da América Latina já tem data, tema e local definidos. Dando início à série de grandes eventos que a cidade do Rio de Janeiro sediará nesta década – incluindo a Copa 2014 e as Olimpíadas de 2016 - a 7ª Bienal da UNE acontecerá entre os dias 18 a 23 de janeiro de 2011. Os seis dias de evento terão atividades culturais, científicas e esportivas espalhadas por diversos espaços da capital carioca. A principal parte da programação estará concentrada no Aterro do Flamengo, imenso complexo de lazer com projeto paisagístico de Burle Marx, e na Lapa, reduto histórico da boêmia cultural e festiva, marca característica do Rio.
São esperadas mais de 10 mil pessoas para o evento, que na sua sétima edição homenageia o samba com o tema “Brasil no estandarte, o samba é meu combate”. Segundo o presidente da UNE, Augusto Chagas, a Bienal será, como sempre, ampla e plural: “É o espaço para o encontro de todas as juventudes em suas mais diversas expressões, um evento com potencialidade de divulgar as produções artísticas e culturais dos estudantes de todas as regiões do Brasil. É, também, o momento da UNE dialogar com outras manifestações, como a ciência, a tecnologia, e o esporte, que terá papel destacado desta vez”, declara.

Veja mais sobre a BIENAL DA UNE

Bom debate no SINTEPP


















No último sábado representei a CTB no debate de conjuntura na V plenária do SINTEPP.Estavam na mesa também Fernado Carneiro (APS),Abel(PSTU),Silvia Leticia (CST).

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O PSOL e a geração Restart.

Eu já fui Presidente do DCE da UEPA, tesoureiro do DCE da UFPA , fui diretor dos meus centros acadêmicos e diretor da executiva Nacional da UNE.Falo isso pra demonstrar meu total apoio ao movimento estudantil e a qualquer luta que desempenhe o papel de defender a bandeira da educação pública ,Gratuita de Qualidade.
Já fiz muita passeata, fechei muita rua , falei em muito carro som...Mas sempre com a luta justa, em defesa da universalização da educação , em defesa da reforma universitária, contra o aumento da Passagem de onibus...Enfim foram grandes mobilizações que garantiram ao povo e a juventude sonhar com melhores dias.
Nossas manifestações renderam bons frutos..:Barramos a Alca,barramos a privatização da Universidade Pública, Ampliamos as vagas no ensino superior Público,Aprovamos o Fundeb,Aprovamos o Prouni,o Reuni,a 1/2 passagem intermunicipal entre outras grandes conquistas.
Mas umas das maiores conquistas da nossa geração foi o inicio da universalização do acesso a Universidade Pública , a conquista de que o filho da classe trabalhadora possa entrar na universidade....Tudo isso hoje é expressado pelo ENEM.
o Exame Nacional do Ensino Médio é uma importante ferramenta no sentido de contribuir para a entrada dos jovens mais necessitados na Universidade.
Ao ver alguns poucos jovens fecharem a rua de Belém pra lutar contra o Enem , me pergunto :Que geração é essa que luta contra a universalização da Educação, que luta contra a entrada dos mais carentes a Universidade Pública? Só pode ser a Geração RESTART....Que se apecanha no seu mais cruel individualismo e que não enxerga um palmo diante do Nariz.
Mas o pior é que o oportunismo desenfreado de alguns "partidos" políticos que na ancia de ter seus 15 minutos de fama ,fazem coro com a mais reacionária pauta das elites de hoje: O FIM DO ENEM.
O que esperar de um partido desse!? NADA...

P.S: Não,Não ,Não não estou falando do DEM ....Estou do falando o PSOL

Justiça militar libera arquivos sobre Dilma : Tenho orgulho da presidente do meu País

Sob tortura

Documentos da ditadura dizem que Dilma assessorou assaltos a bancos



Evandro Éboli e Jailton de Carvalho

BRASÍLIA - Liberados para consulta nesta quinta-feira pelo Superior Tribunal Militar (STM), os dezesseis volumes de documentos com páginas já amareladas e gastas que contam a história do processo movido pela ditadura militar contra a presidente eleita Dilma Rousseff descrevem a ex-militante como uma figura de expressão nos grupos em que atuou, que chefiou greves e "assessorou assaltos a bancos", e nunca se arrependeu.

Na denúncia oferecida pelo Ministério Público Militar contra os integrantes do grupo de esquerda VAR-Palmares, Dilma é chamada de "Joana D'Arc da subversão". "É figura feminina de expressão tristemente notável", escreveu o procurador responsável pela denúncia.

O GLOBO teve acesso aos autos a partir de autorização do presidente do STM, ministro Carlos Alberto Marques. A decisão foi assinada no mesmo dia em que o plenário da Corte liberou o acesso dos autos ao jornal "Folha de S.Paulo", que antes da eleição tentara consultar o processo. Dilma apresentou nesta quinta-feira um pedido para também ter acesso aos autos. O presidente do STM determinou que seja dada prioridade à requisição da presidente eleita. Ela já havia pedido acesso aos autos durante a eleição, mas ele fora negado.

Em depoimento à Justiça Militar, em 21 de outubro de 1970, Dilma contou ao juiz da 1ª Auditoria da 2ª Circunscrição Judiciária Militar que foi seviciada quando esteve presa no Dops, em São Paulo. O auditor não perguntou quais tinham sido as sevícias. No interrogatório, Dilma explicou ao juiz por que aderiu à luta armada. O trecho do depoimento é este: "Que se declara marxista-leninista e, por isto mesmo, em função de uma análise da realidade brasileira, na qual constatou a existência de desequilíbrios regionais de renda, o que provoca a crescente miséria da maioria da população, ao lado da magnitude riqueza de uns poucos que detêm o poder e impedem, através da repressão policial, da qual hoje a interroganda é vítima, todas as lutas de libertação e emancipação do povo brasileiro. Dessa ditadura institucionalizada optou pelo caminho socialista".

Sem participação ativa nas ações

Os arquivos trazem ainda cópia do depoimento que Dilma prestou em 1970 ao Departamento de Ordem Política e Social (Dops), delegacia em que ela ficou presa e foi torturada. No interrogatório realizado no dia 26 de fevereiro daquele ano, Dilma, sob intensa tortura, segundo o depoimento, listou nomes de companheiros, indicou locais de reuniões, e admitiu que uma das organizações da qual fazia parte, o Colina, fez pelo menos três assaltos a banco e um atentado a bomba. Mas ressalvou que nem ela nem o então marido, Cláudio Galeno de Magalhães Linhares, tiveram "participação ativa" nas ações.

No interrogatório no Dops, Dilma contou que o atentado a bomba foi praticado na casa do interventor do Sindicato dos Metalúrgicos em Minas Gerais, e que atingiu também a casa do delegado regional do Trabalho. As residências eram contíguas.

Em um trecho do depoimento, Dilma disse que uma de suas funções em organizações de combate à ditadura era organizar células de militantes. Teria sido encarregada de distribuir dinheiro aos grupos. O dinheiro teria sido arrecadado em ações dos movimentos.

Os documentos relatam que Dilma começou a ser "doutrinada para o credo ideológico marximalista" (sic) por Cláudio Galeno, em Belo Horizonte, quanto atuavam na Polop, em 1967. Anos depois, na VAR-Palmares, Dilma foi a São Paulo e assumiu atividade de colegas que estavam para cair (serem presos). Dilma foi professora de marxismo e em sua casa foram apreendidos materiais para falsificação, panfletos e livros considerados subversivos.

Antes de seguir para São Paulo, Dilma e o marido passaram pelo Rio, em 1969. Sem conseguir, de início, um aparelho para morar, viveram num hotel em Laranjeiras. A Polop, movimento em que atuavam, passou a se chamar Colina. Dilma traduziu livros para os companheiros e foi cobrir pontos e contatos. Foi usada certa vez como "araque", para atrair e despistar a atenção dos militares enquanto companheiros faziam reuniões.

Dilma era deslocada para outros pontos do país para fortalecer a atuação do Colina e arregimentar companheiros. Foi ao Rio Grande do Sul, onde a atuação de seu grupo era fraca e não havia militantes suficientes. Depois, foi cumprir o mesmo papel em Brasília e Goiânia.

Em junho de 1969, teria participado da reunião que tratou da fusão do Colina com a VPR, no Rio. Dilma contou que, em outro encontro, um companheiro falou da realização de uma "grande ação" que iria render bastante dinheiro para os cofres da organização. Essa ação, soube Dilma depois, tratava-se do assalto à residência de Ana Capriglione, ex-secretária do ex-governador Ademar de Barros.

Elogio à "dotação intelectual"

Num relatório sobre guerrilheiros da VAR-Palmares, o delegado Newton Fernandes, da Polícia Civil de São Paulo, traça um perfil de 12 linhas sobre Dilma. Segundo ele, ela era "uma das molas mestras e um dos cérebros dos esquemas revolucionários postos em prática pelas esquerdas radicais". O delegado diz que a petista pertencia ao "Comando Geral da Colina" e era "coordenadora dos Setores Operário e Estudantil da VAR-Palmares de São Paulo, como também do Setor de Operações".

"É antiga militante de esquemas subversivo-terroristas", diz o delegado. No texto, elogia a capacidade intelectual da guerrilheira: "Trata-se de uma pessoa de dotação intelectual bastante apreciável". No documento, o delegado pede a prisão preventiva de Dilma e mais 69 acusados de atividades subversivas contra o governo.

Em maio de 2008, Dilma falou no Senado sobre o período em que foi torturada. Questionada pelo senador Agripino Maia, que relembrou uma entrevista em que ela dizia ter mentido na prisão, Dilma afirmou que foi "barbaramente torturada" e respondeu:

- Não é possível supor que se dialogue com pau de arara ou choque elétrico. Qualquer comparação entre a ditadura militar e a democracia brasileira só pode partir de quem não dá valor à democracia brasileira - disse Dilma, que emocionou a plateia que a ouvia na ocasião. - Eu tinha 19 anos. Fiquei três anos na cadeia. E fui barbaramente torturada, senador. Qualquer pessoa que ousar dizer a verdade para interrogador compromete a vida dos seus iguais. Entrega pessoas para serem mortas. Eu me orgulho muito de ter mentido, senador. Porque mentir na tortura não é fácil. Na democracia se fala a verdade. Na tortura, quem tem coragem e dignidade fala mentira. E isso, senador, faz parte e integra a minha biografia, de que tenho imenso orgulho. E completou: - Aguentar tortura é dificílimo. Todos nós somos muito frágeis, somos humanos, temos dor. A sedução, a tentação de falar o que ocorreu. A dor é insuportável, o senhor não imagina o quanto.

O preconceito da Globo ....





Sem comentários.

Saudades da UNE

Ontem recebi uma ligação do "Diário do Pará" perguntando se eu ainda era diretor da UNE,queriam fazer uma matéria sobre o Enade.
Já se vão 6 anos que sai da une, BONS TEMPOS....

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Vitória da ANPG: Capes aprova licença-maternidade

De acordo com a portaria n° 220, de 12 de novembro, publicada no Diário Oficial desta terça-feira (16/11) pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a vigência da bolsa poderá ser prorrogada por até quatro meses, com extensão da bolsa garantida às parturientes, conforme pauta apresentada pela ANPG ao órgão. A medida vale para todas as modalidades de bolsa. Para a ANPG, próximo passo é a valorização das bolsas, com aumento do número e reajuste do valor.

Para a diretora de mulheres da ANPG, Anne Benevides, “esta é uma grande conquista de todos os pós-graduandos e todas as pós-graduandas brasileiras. Afinal, trata-se de um direito básico que até então era negado pelo Estado”.

A concessão da licença maternidade às bolsistas da Capes, nos moldes do que já ocorria com bolsistas do CNPq, atende a uma reivindicação antiga da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) e foi pauta de recorrentes campanhas realizadas pela entidade.

A presidente da entidade, Elisangela Lizardo, também comemorou a conquista: “é estimulante ver o resultado concreto de uma luta tão cotidiana em termos de direitos para os pós-graduandos. Este é um passo importantíssimo que a Capes dá no sentido da humanização das bolsas, atendendo a demanda apresentada pela ANPG”.

Candidatos que assinaram o Pacto pela Juventude são eleitos por todo o país

Ainda não é o ideal, mas já foi um avanço. Ao todo, 180 candidatos de 17 partidos políticos e dos 27 estados da federação firmaram o compromisso de lutar pela juventude ao assinaram o Pacto pela Juventude. Foram 78 deputados estaduais, 55 federais, 24 senadores, 21 governadores, um vice-presidente e um presidente. Desse total, 41% foram eleitos, o que representa 74 candidatos.

A maioria dos signatários são de partidos da base aliada do atual governo: 64 do PT (35%), 53 do PCdoB (29,4%) e 22 do PSB (12,7%). O estado que teve a maior adesão foi São Paulo, com 26 candidatos, seguido pela Bahia, 21, e Santa Catarina, 16. São Paulo, que possui a maior quantidade de candidatos do país, já era esperado na primeira colocação, mas Bahia e Santa Catarina são surpresas na lista.

Quando comparados os candidatos eleitos, a porcentagem do PT aumenta. O partido elegeu 33 candidatos, o que representa um total de 44,5% do total de signatários. Já o PSB, que tem o terceiro maior número de políticos signatários do Pacto, ocupa a segunda colocação (13 candidatos – 17,5%) quando se leva em conta apenas os eleitos. O PCdoB, segundo colocado no total de assinaturas, cai para terceiro com apenas 10 eleitos de 53 que disputaram. (13,5% do total de candidatos eleitos).

Das 78 pessoas que pleiteavam uma vaga nas Assembléias Legislativas e assinaram o Pacto, 24 alcançaram a meta – totalizando 30,7%.

Os jovens terão 23 deputados federais (42% do total de deputados signatários) comprometidos com o Pacto. Os estados que mais elegeu foi São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia – com três parlamentares cada um. Sergipe levou à Câmara dos Deputados os seus dois candidatos que assinaram o pacto. Minas Gerais também emplacou dois políticos signatários do documento. No Rio Grande do Sul, a deputada mais votada assinou o documento. Acre, Amapá, Ceará, Espírito Santo, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rondônia e Santa Catarina elegeram um deputado federal cada.

Muitos estados tiveram candidatos à governador e senador eleitos. Mais da metade dos signatários ganharam a disputa. Foram 11 governadores (52,4% do total) e 13 senadores (54%). O Ceará e o Amazonas elegeram os dois senadores e o governador. No Distrito Federal e na Bahia, ambos os senadores eleitos assinaram o documento. O governador e o senador mais votado no Espírito Santo também aderiram ao Pacto. Já na disputa pelo governo do Maranhão, os dois principais candidatos firmaram apoio ao Pacto – um deles eleito ainda no primeiro turno. Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Pernambuco também tiveram governadores comprometidos com a juventude eleitos.

Na corrida presidencial, apenas a candidata do PV, Marina Silva, aderiu ao documento que contém propostas de políticas públicas de juventude para o mandato.

O Pacto Pela Juventude é documento que contém 12 propostas voltadas para a população situada na faixa etária entre 15 e 29 anos. O Pacto é uma forma de garantir que os futuros políticos e governantes se comprometam a desenvolver políticas públicas para/com a juventude brasileira. Veja abaixo os compromissos firmados pelos candidatos

1 – Criação do Sistema Nacional de Juventude
2 – Aprovação dos marcos legais da juventude
3 – Garantir educação de qualidade para os jovens
4 – Assegurar trabalho descente para a juventude
5 – Implementar políticas afirmativas
6 – Promover o acesso à cultura, esporte e lazer
7 – Garantir saúde integral para a população jovem
8 – Reduzir a mortalidade juvenil
9 – Assegurar moradia digna
10 – Promover o direito à comunicação e informação
11 – Garantir acesso à terra e permanência no campo
12 – Fortalecer meios de participação democrática

Confira a lista dos candidatos eleitos que assinaram o Pacto

Por Conjuve.


P.S: No Pará infelizmente nenhum candidato eleito assinou o PACTO PELA JUVENTUDE.

Serve como uma luva....

Quero ver vc não chorar, não olhar pra tras nem se arrepender do que faz!

Ou se fortalece a Esquerda ou seremos engolidos pelo centro...

O PMDB anunciou ontem a criação de um "Blocão de centro" para atuar no congresso nacional,o bloco será formado por partidos de centro-direita : PMDB, PP, PR, PTB e PSC.Ao Anunciar a criação do Bloco o PMDB se cacifa como o pólo aglutrinador dos partidos que compoem a base de apoio de Dilma e que tem uma atuação fisiológica e centrista.O PMDB passa ter maior poder de decisão e de chantagem ..Isso pode implicar na impossibilidade de projetos e ações mais avançadas do Governo Dilma que deverá contar com os votos dos parlamentares do Centrão.
O processo de construção de avanços que Dilma precisa criar poderá ficar a mercê das "vontades" dos partidos do Crentão.
O povo não elegeu Dilma para que seu governo mantenha o mesmo que Lula Vez , Dilma precisa avançar e construir condições de avançar nas reformas que nosso país precisa.O PT e a própria Dilma precisa entender que se faz necessário o fortalecimento de um núcleo de ESQUERDA nesse governo, é preciso ampliar a participação de partido como PSB,PDT,PCdoB.
É hora de mostrar ao povo que esse governo tem lado e tem rumo.
.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

TRF derruba liminar que suspendeu o Enem 2010

A liminar que suspendia o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010 foi derrubada pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região nesta sexta-feira (12). A decisão foi tomada pelo desembargador Luiz Alberto Gurgel de Faria, presidente do TRF da 5ª Região, sediado na capital pernambucana. A informação é do JC Online.

P.S: A imprensa precisa criar outra pauta pra bater no governo LULA

O governo Tucano já começou???

Recebi a ligação do presidente da juventude de um partido que apoiou a eleição de Jatene.Queria conversar sobre "alianças" das juventudes partidárias no governo do PSDB.

P.S: seremos oposição ao governo Jatene

UNE e Ubes levam reivindicações a Haddad e marcam nova reunião

ministro da Educação, Fernando Haddad, mantém a posição de identificar os estudantes prejudicados pelas falhas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ele se reuniu, nesta quinta-feira (11), com os presidentes da União Nacional dos Estudantes (UNE), Augusto Chagas, e da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES), Yann Evanovick, em seu gabinete. O objetivo foi discutir a criação de uma nova prova opcional, para qual os candidatos que se sentiram prejudicados poderiam se inscrever.

Augusto Chagas declarou que Haddad "insiste que é possível identificar os prejudicados". A intenção do ministro é realizar uma nova prova para os 2 mil alunos que receberam o caderno de prova amarelo, que apresentou falhas na impressão.

O presidente da UNE também disse que, juntamente a Ubes, insistirá na criação da prova opcional até quando houver concorrentes se sentindo prejudicados. Eles consideram que uma chance de refazer a prova não deve ser dada apenas aos estudantes que fizeram a prova amarela. Segundo Chagas, as entidades pretendem dar o maior apoio possível aos estudantes.

Nova reunião

Chagas afirmou que será marcada uma nova reunião com o ministro na próxima semana, na quarta ou na quinta-feira. Haddad pretende apresentar à UNE e à Ubes estatísticas e as maneiras que utilizam para identificar os alunos lesados.

"Levamos ao ministro Haddad as reclamações que a UNE e a Ubes receberam desde segunda-feira. Tivemos três grandes problemas: a prova amarela, que foi o maior, a impressão errada dos gabaritos e confusão sobre locais de prova. Muitos monitores não sabiam dar informações, o que transmitiu insegurança aos candidatos", afirmou Augusto Chagas.

Eles também aproveitaram para discutir o Enem de 2011. Segundo o presidente da UNE, as entidades querem a mudança de periodicidade da aplicação do exame. Para ele, o aluno deve realizá-lo ao longo do ensino médio e mais uma vez por ano para evitar problemas como o deste ano. "Nós não defendemos a anulação do exame. Defendemos que os prejudicados tenham chance de refazer a prova. Além disso, já está acertado que vamos participar da elaboração do Enem 2011. Também defendemos que ele seja seriado e seja realizado mais de uma vez por ano", disse Chagas.

As lideranças estudantis elogiaram a disposição do ministro de receber e dialogar com as entidades, algo que nunca aconteceu na administração de Fernando Henrique Cardoso.

Segundo Evanovick, Haddad pediu desculpas aos estudantes e à população brasileira pela confusão ocorrida com o Enem deste anos. De acordo com o estudante, o ministro disse que pretende fazer um pedido formal de desculpas pela situação nos próximos dias.

fonte;www.vermelho.org.br

PCdoB inicia processo de Avaliação.

Durante reunião realizada na tarde-noite de quarta-feira a direção do PCdoB-Pará iniciou o processo de avaliação da disputa eleitoral e a preparação do partido pro futuro.Foram mais de 4 horas de reunião , em um clima de muita unidade e muita confiança os comunistas debateram os mais diversos assuntos relacionados a batalha eleitoral, fortalecimento do partido e eleições 2012.
Ainda teremos mais 2 reuniões da comissão politica Estadual para elaborar o documento final .


Mas as mais importantes deliberações que serão levadas a todos os comunistas paraenses são:

I – Organizar a oposição ao governo tucano no Pará, tendo como base os movimentos sociais, buscando articular núcleo de esquerda e a base de apoio do governo Dilma. Construir programa alternativo e estratégia para disputa no estado do Pará;



II - Preparar o PCdoB para a batalha eleitoral de 2012, mantendo política de chapas próprias e/ou amplas, preparar candidaturas comunistas para prefeituras, abrindo mais o Partido para novas lideranças e realizando campanha de filiação. Devemos dar atenção aos maiores municípios do estado;



III – Intensificar presença do Partido na luta e no movimento social, fortalecendo a CTB e nossa presença entre os trabalhadores, dando atenção ao trabalho da juventude através da UJS, ampliando o trabalho com as mulheres e a luta emancipacionista, organizando nossa presença na luta pela moradia e no movimento popular;



IV – Fortalecer a estruturação partidária e organizar as Conferências Municipais e a Estadual, priorizando o funcionamento do Comitê Estadual e suas instâncias, o fortalecimento dos Comitês Municipais dos grandes municípios, utilizando os Fóruns regionais como parte do trabalho de direção. Devemos também dar passos na estruturação da política de quadros, ampliar a atenção a comunicação, fortalecer a política de formação de quadros e militantes, desenvolver uma política de finanças e de manutenção do trabalho partidário. No ano de 2011 devemos realizar amplas conferências municipais e estadual do PCdoB.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

A elite tenta impedir a posse de Protogenes

Saiu no Estadão:

“Protógenes é condenado por crimes na Satiagraha”

Pela primeira vez na história do Judiciário brasileiro, o distinto público tem notícia de uma decisão da Justiça Federal, primeiro no PiG (*).

Trata-se de uma delirante decisão que condenou o ínclito delegado Protógenes Queiroz a atender à vítimas de queimaduras.

A delirante decisão condenou o ínclito delegado por forjar provas, espionar presidente da República, e assumir o controle da ABIN com o intento mediático de se eleger deputado federal.

O delírio tem um objetivo explícito de impedir que o ínclito delegado se diplome deputado federal e possa subir à tribuna para ler o que ainda não se conhece da Operação Satiagraha.

A decisão delirante foi tomada por um conhecido juiz federal que se livrou de boa por causa de uma decisão Suprema do ex Supremo Presidente Supremo do Supremo Tribunal Federal.

Aquele que maculou irremediavelmente a imagem do Judiciário brasileiro ao conceder em 48 horas dois HC’s ao passador de bola apanhado no ato de passar bola, Daniel Dantas.

Impedir que Protógenes Queiroz assuma a cadeira de deputado federal é o sonho de consumo do Daniel Dantas.

Que agora, por coincidência, é o que pretende a delirante decisão publicada no Conjur, também conhecido como Estadão.

Daniel Dantas continua solto.

E o ínclito delegado vai ter que pensar queimaduras.

Viva o Brasil !

Paulo Henrique Amorim

Juventude Comunista.

O PCdoB deve permanecer no ministério dos Esportes e deve ter sua participação ampliada no futuro governo Dilma,neste caso cresce as possibilidade da dep.Manuela Dàvila(PCdoB-RS) assumir a secretaria Nacional de juventude.

UMES -Belém se posicona sobre ENEM

Neste sábado e domingo passado, milhares de estudantes fizeram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio- ENEM, mas na segunda-feira se confirmaram os problemas como, falha de impressão e erro de digitação, que foram encontradas por estudantes na hora da prova.
Não podemos admitir que falhas como está seja possível numa prova aonde estudantes depositam seus sonhos e futuro de ingressar numa universidade, também nao podemos admitir que por falha do Ministério de Educação- MEC, o estudante brasileiro seja prejudicado.
Exigimos do MEC, que todos os estudantes prejudicados tenham o direito de realizar uma nova prova.
Que seja feito pelo MEC um minucioso diagnóstico sobre os problemas ocorridos e o numero exato de estudantes lesados.

Nossa proposta é que apenas os estudantes prejudicados possam realizar nova prova, afinal, milhões de estudantes fizeram a prova em perfeitas condições e não podem pagar pelo erro.

Juntos com a UNE e UBES reivindicamos a criação de um Instituto Federal que será o responsável pela aplicação das provas do ENEM.


Nosso objetivo não é descredibilizar o ENEM, acreditamos que o ENEM deve se consolidar na direção da democratização da universidade brasileira, superando o velho modelo do VESTUBILAR.


UNE e UBES lançam canal de denúncias e reclamações


Para que os estudantes lesados possam fazer suas reclamações e compartilhar os problema enfrentados no Enem 2010, a UNE e a UBES lançaram uma central de denúncias pelo e-mail enem2010@une.org.br e, também, pelo telefone 11 2771.0792. A central vai funcionar das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira. A partir desse levantamento é que as entidades estudantis irão identificar possíveis medidas individuais ou coletivas ou outros posicionamentos a serem tomados frente ao Enem 2010.

Após as eleições, o PCdoB-Pará avalia, organizando a luta

Venceu o povo brasileiro, com a eleição da Dilma Rousseff presidenta, dizendo não ao retrocesso, ao obscurantismo, ao reacionarismo de todas as marcas e cores, ao neoliberalismo representado por Serra.
Venceu a soberania, a democracia, o desenvolvimento sustentável com geração de emprego e distribuição de renda, os direitos sociais. Venceu o projeto do Brasil de Tiradentes, de José Bonifácio, de Zumbi dos Palmares, de Maria Quitéria, de Getúlio Vargas, de Lula, de João Amazonas, dos Guerrilheiros do Araguaia, enfim de todos que sonham com um país soberano, democrático, desenvolvido e socialmente justo. Venceram os defensores do multilateralismo, da autodeterminação dos povos, os anti-imperalistas e amantes da paz entre os povos.

No Pará houve um retrocesso com a eleição do neoliberal Simão Jatene. Perdem o povo paraense, os movimentos sociais, as forças populares, progressistas e democráticas representados pela candidatura de Ana Júlia a governo do Estado. Sem dúvida, fato dessa magnitude deve ser analisado criteriosamente, de forma multifacética, buscando as reais causas para servir de ensinamentos. Afinal, a luta por um Pará democrático, desenvolvido e justo com seu povo é a dedicação de vida de milhares de paraenses natos ou por adoção, que no mínimo deve ser valorizada pelas forças políticas que as representa.

O Partido comunista do Brasil, no Estado do Pará, batalhou do começo ao fim pela eleição de Dilma e reeleição de Ana Júlia em todas as regiões, na maioria dos municípios, com centena de filiados, militantes e apoiadores, com suas dezenas de candidatos e candidatas. Enfrentou as dificuldades de uma campanha adversa a nível estadual na defesa de um projeto de Pará anti-neoliberal, pela continuidade das mudanças em processo. O PCdoB tem a consciência que cumpriu a sua parte, apesar das limitações existentes, buscando contribuir nas diversas trincheiras de luta.

O PCdoB/Pará combateu bravamente pelo seu projeto de recolocar o Partido no parlamento federal e estadual. Infelizmente não conseguimos alcançar as nossas metas de eleger deputado federal e deputado estadual, embora ainda estejamos brigando no TSE pela validade de nossas candidaturas que estão sub-judice, e, caso isso se confirme, podemos ter uma representação na Assembleia Legislativa.

Agora, após as eleições e prestação de contas de nossos candidatos, o Partido deve entrar na fase das avaliações, da reorganização de suas instâncias e da capitalização dos dividendos de campanha.

Nesse sentido, a Comissão Política discutirá e apresentará uma proposta de avaliação criteriosa e substanciada ao Pleno do Comitê Estadual que aprovará um documento que deve ser apresentado e discutido com a militância partidária, em plenárias municipais ou distritais, reuniões ou plenárias regionais, ou outros formatos que a direção estadual definir, cujos relatórios devem contribuir com o documento final. O fundamental é a contribuição, se possível de todo o Partido, para que essa avaliação represente a realidade vivida nas eleições 2010, e nos sirva de ensinamentos para o fortalecimento do PCdoB e vitórias na batalhas futuras.

Ao mesmo tempo, o Partido deve entrar imediatamente em funcionamento em suas mais diversas frentes de atuação, a começar pela direção estadual, direções municipais e distritais, organizações de base e coletivos partidários. O tempo não Pára e a luta também. Todos os dirigentes e militantes devem assumir seus postos de batalha, há muita coisa a realizar: organizar o povo para avançar nas mudanças no Brasil, com a eleição de Dilma; organizar o povo em movimento para combater com veemência qualquer atitude de retrocesso neoliberal, no Pará.

O PCdoB/Pará realizou uma campanha mobilizando centenas de apoiadores de todas as frentes de luta; comunicou e estabeleceu relações políticas com muitas lideranças do povo; defendeu projetos justos para a maioria dos brasileiros e paraenses. Portanto, faz-se necessário, que os comitês municipais e distritais reúnam imediatamente para fazer o balanço do desempenho do Partido local na batalha eleitoral e desenvolva ações de filiação, de debate político e de formação, para o fortalecimento do PCdoB para as futuras lutas.

Portanto, camaradas, mãos às obras, e bola pra frente.



Érico de Albuquerque Leal – Secretário Político do Comitê Estadual do PCdoB/Pará

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Blog Espaço Aberto precisa checar suas fontes.

O Blog Espaço Aberto publicou que um deputado eleito do PT estaria procurando a direção do PCdoB para se filiar ao partido e disputar as eçleições de 2012 como candidato aprefeito pela legenda comunista.

VEJA A MATERIA

P.S:Como membro da direção do Partido Comunista fiquei espantado com a noticia.

Leu veja azar o seu....

Enem: O povo na UNIVERSIDADE.

Erro em concurso público é sempre ruim , principalmente um concurso como o ENEM que mexe com o sonho de milhões de jovens que lutam para buscar a tão sonhada vaga na Universidade.
É preciso ter muito cuidado para que erros desse tamanho não voltem a acontecer, mas não se pode em nome de erro diminuir o tamanho e a importância do ENEM.
A imprensa que durante a campanha eleitoral tentou criar assuntos para desgastar o presidente lula agora tentar construir um monstro para tentar evitar que Fernando Haddad permaneça no ministério da Educação.
A permanência de Haddad representa a construção de uma universidade mais popular e umensino que crie condições para que o filho do trabalhador consiga acesso ao ensino superior.
Fortalecer o ENEM é fortalecer o sonho de milhares de jovens , de milhares de pais que sonham em ver seus filhos formados.

Desculpas sinceras me interessam !!!!

Perdão moçada pelo tempo que o Blog ficou fora do AR.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

lula e as diaristas

É engraçado quando eu vou na casa do rico, logo me apresentam para a empregada, enchem de elogios, "ela criou meus filhos desde pequeninos, é uma pessoa especial...". Aí eu pergunto, para o caso de vocês morrerem, colocaram o nome desta jóia no testamento? Nenhum coloca!

Vamos todos votar na governadora Ana Júlia, uma diarista com muito orgulho. Ela como todas as outras empregadas cuidam das casas dos ricos, limpam os banheiros, fazem tudo que os ricos são incapazes de fazer por conta própria, e são incapazes de levar um prato de comida pra suas casas.

Vocês estão lembrados do que eles me acusavam em 2005. Eles tentaram me derrubar. Chegou a hora da diarista dar o troco na elite tucana e no DEM aqui no Pará. Deus queira que ela não abra mão nunca da alma de uma diarista porque esse país nunca será governado só com a inteligência da cabeça, mas será governado com a inteligência do coração

E mais, são só quatro anos de Ana Júlia, contra 500 anos de governo deles.

Pesquisa da UFPA: É pra acreditar ?

Governador (estimulada)

Jatene 41.6%
Ana Júlia 24.5%
Juvenil 5.6%
F.Carneiro 1.4%
Cleber Rabelo 1.1%
Nenhum/branco/nulo 11.7%
Sem resposta 14.1%

Governador (espontânea)

Jatene 36.7%
Ana Júlia 21.3%
Juvenil 4.7%
Cleber Rabelo 0.7%
Fernando Carneiro 0.6%
Outro 0.2%
Nenhum/branco/nulo 10.4%
Sem resposta 25.4%
Total 100%

Para Senador:

Jader 33.5%
Paulo Rocha 22.4%
Flexa 21.3%
Marinor 4.2%
Abel Ribeiro 1.1%
Prof. Neide 1.4%
Paulo Braga 1.2%
João Agugusto 1.2%
Savanas 0.3%
Yamada 0.4%

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Todo Preconceito .... BURRO

Uma mulher, já em seus trinta e poucos anos, corria com uma criança pequena no colo. Na mão livre, um celular com câmera. Queria alcançar o caminhão momentaneamente parado. Nele ia Netinho, candidato a senador, cumprimentando o povo enquanto o jingle tocava em alto volume. Ela conseguiu o que queria: bater sua foto! Estava cansada da corrida, mas abriu enorme sorriso feliz quando recebeu o cumprimento de Netinho.


Foi numa tarde primaveril, sábado passado, em Itaquaquecetuba e Poá, região metropolitana de São Paulo. Uma das muitas e grandes carreatas de Netinho senador. Na saída, uma concentração popular que logo se dispersou após a fala de Netinho. Estavam lá só para ouvi-lo, embevecidos.

Durante os vários quilômetros seguintes, evidencia-se o verdadeiro apelo que tem a presença de “Neto”. As pessoas de fato saem às ruas, saem das lojas e supermercados em que estão, param seus carros, cumprimentam-no do ônibus em que estão espremidos.

Tirando Dilma e Lula, ninguém hoje é capaz de uma campanha eleitoral assim em São Paulo. Celebridade? Sim. Mas de um tipo que é preciso atentar. Não é símbolo sexual, nem de “cocotagem”. São muitas as moças que o aplaudem à passagem, querem vê-lo e fotografá-lo. Mas são mais ainda mulheres de meia idade, senhoras idosas, e rapazes cumprimentando-o efusivamente, homens amistosos em saudá-lo. Netinho é um deles, parecem dizer. Mas essa é uma história bem conhecida para todos os que não têm preconceito do povo e conhecem a trajetória de Netinho (infelizmente não são todos, inclusive na esquerda). Como ele diz, “seria preciso ter visto seus programas anos a fio, gostar da sua música, viver com seu povo, conhecer o trabalho social e político que fez ao longo desses anos”. Ele não chegou agora. É vereador por São Paulo. Escolheu como via política um partido de escola, o PCdoB, quase centenário.

Netinho pode ser o maior caso eleitoral desta temporada. Pela sua história de vida pessoal, nem tanto, pois remonta a de Lula ou mesmo Alencar. Mas pela campanha, mesmo sob ataques permanentes do PSDB, PSTU e PSOL, ele cresceu e avança nas primeiras colocações. Concorre com pesos pesados como Aloysio, Quércia e Tuma, ao lado de Marta, que tem muito mais força de campanha e é conhecida. Enfim, “um negro, comunista e pagodeiro”, numa campanha de parcos recursos. E por São Paulo!

Lula com seu faro político anteviu: a África do Sul teve Mandela; os norte-americanos elegeram Obama; Netinho no Senado, por São Paulo, será um sinal dos tempos. Já analisei outras ocasiões os por quês e significados dessa candidatura. Concentradamente é a expressão do povo de São Paulo. Seria o caso de se perguntar por que demorou tanto para que obtenhamos uma representação dessas parcelas da sociedade paulista no Senado. Mas a resposta já é por demais conhecida.

Faltam menos de três semanas para a eleição. Não há batalha vencida de antemão. Será dura a jornada. Pela primeira vez, há possibilidades reais de eleger os dois candidatos da chapa Dilma-Mercadante, que são Netinho e Marta, “a loira e o negão” como diz Lula.

Mas, para além de forças de campanha muito desiguais contra Netinho, se movem preconceitos. Um deles mobiliza o episódio da agressão a uma ex-companheira. Todas as pesquisas qualitativas feitas nos segmentos C e D indicam que o episódio é profundamente conhecido e assimilado pelas parcelas populares. Por isso, mesmo sob tais ataques ele cresceu nas pesquisas. Porque ele se explicou para o seu povo que errou, reconheceu o erro e com isso, prestou serviço a milhões mostrando que os homens agressores podem mudar no trato com as mulheres. Fortaleceu assim, a Lei Maria da Penha, a quem levou ao seu programa de TV, porque agressão do homem contra a mulher não é naturalizada, pode ser superada; não é matéria para condenar ao fogo eterno do inferno, como uma certa escatologia de esquerda pretende.

O que se percebe é que o argumento da agressão serviu belamente para camuflar o verdadeiro preconceito, que é o de classe e de cor, fortíssimo em São Paulo. Também por isso, Netinho merece vencer. Uma liderança popular de alto grau, forjada em condições sócio-econômicas e culturais concretas e não nas estufas das classes altas ou do poder. Uma variante importante desse preconceito é imaginar que ele não esteja qualificado para o cargo. Anotem: ninguém deveria subestimar politicamente Netinho. Ele é muito qualificado com sua inteligência viva, muito centrado, comprometido com sua origem social e politizado. Agir no estilo “não vi, mas não gostei”, sobretudo com alguém que fez sua opção política pelo PCdoB, ao lado de Lula e Dilma, que é vereador por São Paulo e arrasta multidões com seu alto poder de comunicação, não é dar prova de muita inteligência. Nelson Rodrigues teve só metade da razão: todo preconceito também é burro

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A cara da Ditatura ..




Professora Nilse, Democracia é bom..Não repita a cena de hoje , sua Universidade é privada , mas a consciência e o voto dos alunos que lá estudam não são de sua propriedade.

Esmac e PMDB esbarram na Democracia.

Neste noite eu e alguns militantes do PCdoB estávamos fazendo panfletagem de Jorge Panzera 6565 em frente a ESMAC(Cidade Nova),é pratica nossa divulgar nossos programas, propostas e ideias em universidades, escolas ,bairros..
Mas de repente sai um Homem de dentro da ESMAC com uma camera na mão e começa a nos xingar e fingir que nos filmava.Como não conseguiu nos intimidar ele mandou que nós nos retirássemos de frente da ESMAC, porque a dona da ESMAC(NILSE) era candidata a deputada Estadual(PMDB).
Mesmo com mais essa tentativa de intimidação nós não saímos e continuamos conversando com os estudantes.De Forma inesperada esse cara subiu em uma moto e disse que se não saíssemos iriamos nos arrepender.
Continuamos lá fazendo a panfletagem quando dois homens chegaram nos empurrando e tentando rasgar nossos panfletos, com ameaças e tentativa de agressão eles não conseguiram nos inteimidar..O tumulto foi criado e todos os estudantes que presenciavam a cena começaram a defender o direito democrático de divulgar nossas propostas.
Como a situação ficou fora de controle dois Funcionários da ESMAC saíram e mandaram os agressores irem embora..Continuamos até terminar nossos Panfletos.

Camaradas nada nos intimida, somos militantes, somos socialistas , somos do PCdoB

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Cala boca, Willian Waack





Um vazamento de áudio, na quinta-feira passada (26), expôs a postura arrogante do âncora do Jornal da Globo, que vai ao ar no final da noite. No momento em que a Dilma Rousseff rebatia as acusações levianas sobre a quebra de sigilo fiscal de dirigentes tucanos, Willian Waack deixou escapar a frase: “Manda calar a boca”. Diante da difusão do vídeo pela internet, somente agora a TV Globo emitiu uma nota pedindo desculpas aos telespectadores pela “falha técnica”.

Segundo o sítio Comunique-se, a poderosa emissora garante que Willian Waack não se referiu à presidenciável, mas apenas pediu silêncio à equipe, já que o barulho “prejudicava a concentração dos apresentadores”. Mesmo assim, a lacônica nota tenta enterrar o constrangedor episódio: “Aos telespectadores, a TV Globo pede desculpas pela falha”. Nem o pedido de desculpa nem, muito menos, a estranha justificava devem convencer os que acompanham o trabalho deste jornalista.

Servidor do Instituto Millenium

Willian Waack nunca escondeu a sua oposição frontal ao governo Lula. Com seus comentários e suas caretas, ele sempre procura desqualificar as iniciativas do atual governo, em especial às que se referem à política externa e aos métodos democráticos de diálogo com os movimentos sociais. Seus alvos são as “amizades” de Lula com “ditadores populistas”, como Hugo Chávez, Cristina Kirchner e Evo Morales, e a sua “conivência” como movimentos “fora da lei”, como o MST.

No seminário do Instituto Millenium, em março passado, ele foi um dos mestres de cerimônia do convescote dos barões da mídia e ficou visivelmente empolgado com os incontáveis ataques ao “autoritarismo do governo Lula”. Na ocasião, a direita midiática procurou unificar sua pauta para a campanha presidencial e deixou explícito que concentraria todo o seu fogo contra a candidata Dilma Rousseff. Willian Waack foi uma das estrelas desta conspiração direitista e golpista.

Entrevista ou provocação policialesca

Mesmo após o lamentável episódio do vazamento do áudio, o apresentador segue caninamente as orientações traçadas no Millenium. No Jornal da Globo de ontem, que iniciou uma nova série de entrevistas com os presidenciáveis, ele se postou como um torturador diante da ex-ministra, no mesmo tom provocador do seu coleguinha Willian Bonner. Não fez nenhuma pergunta sobre as propostas da candidata ou sobre temas de relevo para a sociedade. Tentou, apenas, desgastá-la.

Como observou o blogueiro Luis Nassif, a entrevista procurou explorar factóides, insistindo nas especulações sobre quebra de sigilo fiscal, fatiamento do futuro ministério, influência de José Dirceu e outras bravatas demotucanas. “Surpreendente, porque Waack é dos mais preparados jornalistas da televisão. Se descesse do pedestal para discutir conceitos com a candidata, poderia ter proporcionado aos telespectadores um dos momentos altos do jornalismo nessa campanha”.

Momento de revolta do âncora


Mas não dá mais para esperar “jornalismo sério” de Willian Waack. Seus compromissos hoje são outros. O vazamento do vídeo simplesmente pode ter expressado um momento de ira do âncora da TV Globo, indignado com o definhamento da candidatura do demotucano José Serra e com crescimento de Dilma Rousseff. Afinal, os telespectadores não seguem mais as suas opiniões e as suas caretas. Na prática, a sociedade está mandando um recado: “Cala boca, Willian Waack”.

.

Tiro no Pé

O PSDB não imagina a força de Lula e da militancia da Esquerda.Quando os Tucanos divulgam uma pesquisa (duvidosa)eles avaliam que isso servirá pra elevar o JATEVE..
Na verdade o resultado será inverso..Lula não quer o PSDB no Pará e a Militancia vai pra rua.
:)

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O PSDB Privatizou o Baenão

O PSDB privatizou o BAENÃO :AMARO Klautau filiado do PSDB e presidente do Remo PRIVATIZOU o Baenão. Os tucanos vendem tudo

Plenária Hoje pra AVERMELHAR Belém

Plenária Geral da Campanha Ana Julia 13 - Paulo Rocha 131 – Dilma 13

Hoje, segunda-feira (30) às 19 horas no Pará Clube.
O grande encontro será um momento para fomentar novas idéias para a campanha, além de expor o que vem sendo feito para o Estado continuar acelerando. Filiados, companheiros de campanha, simpatizantes des estão convidados a participar.

Se o Ibope diz isso .....




P.S: Estamos Virando.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Musica que Seu Jorge fez para José Serra

Vale a pena ver

WWW.JORGEPANZERA.COM.BR
veja o programa de Hoje

CAPTOU?

Onda Vermelha

Dilma já abre 20 pontos sobre Serra e vira em SP e RS segundo pesquisa Datafolha publicada Hoje.

Fico imaginando se o Datafolha que é da Folha de São Paulo diz isso , imagine quanto tá de verdade.

P.S: O Institudo de meteoroliga afirma que a ONDA VERMELHA que varreu SP e RS deve rapidamente Chegar no Pará.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Vem pesquisa por aí.

A tv liberal contratou o IBOPE , sábado deve ter pesquisa divulgada no Jornal Liberal.

PV entra na justiça contra PT e Lula

O PV( Partido de Marina) vai entrar na justiça contra o PT. Segundo o PV Lula e o PT estão acabando com os tucanos que ainda vivem no Brasil

Voltamos

Camaradas depois de um longo periodo volto ao blog ( pra não sair mais)

O Estadão não toma Jeito

O jornal “O Estado de São Paulo” publicou na sua edição de domingo, 22 de agosto, reportagem de página inteira em que o PCdoB é apresentado como partido “neocomunista” e de “celebridades”. São conceitos alheios à natureza e ao caráter do partido.

Por José Reinaldo Carvalho
O saudoso treinador da seleção brasileira de 1982, Telê Santana, usava uma expressão e tomava uma atitude, típica do rigor com que praticava o seu ofício, toda vez que um jogador, principalmente se fosse um craque, tinha desempenho abaixo da crítica e cometia erros grosseiros na cancha. Mandava-o para a reserva e verberava: “Aos fundamentos”. E lá ia o boleiro, mesmo se estrela consagrada, treinar passe, chute a curta e longa distâncias, cabeceio, cruzamento, bater pênalti e falta, enfim, fazer de novo à exaustão as coisas básicas que tinha por dom ou aprendera nos campos de várzea.

É de se supor que em qualquer outra atividade humana, principalmente nas grandes organizações, as coisas se passam mais ou menos assim. Há momentos em que uma coletividade e as individualidades que a compõem, confrontadas com um desafio maior, uma dúvida, um contraditório, uma claudicação ou mesmo um erro, devem consultar as suas convicções mais profundas e reiterar seus fundamentos. Assim deve ser principalmente com os partidos políticos, comprometidos com mudanças profundas na sociedade e com a luta pelo socialismo. Com maior razão isto é válido para um Partido como o PCdoB, que tem ideologia antípoda à dominante na sociedade capitalista.

Agindo assim, os comunistas, recorrendo aos próprios fundamentos, sem complexos nem satisfações a dar aos inimigos de sempre, que almejam a avacalhação ou destruição do partido, não estão incorrendo em fundamentalismo. Antes, cometem um gesto de grandeza. Do contrário, agiriam permissivamente aceitando quaisquer que sejam os epítetos desonrosos e enganadores, sobretudo quando formados por palavras com o prefixo neo.

O PCdoB é, por óbvio, um partido político dinâmico, influente, imerso na luta política real, praticante de uma política de alianças ampla, profundamente mergulhado nas lutas do povo. Um partido que se renova autocriticamente no fragor das batalhas políticas, aberto ao novo, arejado, composto por milhares e milhares de integrantes provenientes da classe trabalhadora e de outras camadas da população, militantes jovens, intelectuais, artistas, cientistas, desportistas etc. Dialoga com todas as forças políticas, recebe o influxo renovador do pensamento democrático, nacional, desenvolvimentista. O PCdoB está definitivamente rompido com o dogmatismo, atualiza-se, absorve as aquisições do pensamento científico em todos os domínios, dialoga com outras correntes e interpretações da luta pelo socialismo. Sem se afastar do marxismo-leninismo, do socialismo científico.

No plano organizativo e da atividade institucional, eleitoral, parlamentar e governamental exercita audaciosamente novos métodos de incorporação de filiados, homens e mulheres destacados em todos os setores da sociedade. Respeitando os indivíduos, o partido não rende culto ao individualismo.

O líder histórico do PCdoB , o saudoso camarada João Amazonas, dizia, quando começou o impulso de renovação, no congresso de 1997: “O PCdoB é um partido de princípios com feições modernas”.

Portanto, não somos um partido neocomunista, como intitulou o Estadão, ao interpretar declarações de militantes e dirigentes do Partido em reportagem publicada no último domingo, 22 de agosto.

O PCdoB é um partido comunista, sem prefixos nem adjetivos. Sua ideologia é a comunista, baseada nas teorias fundadas por Marx, Engels, Lênin e desenvolvidas por outros pensadores do passado e da atualidade. Trotsquismo e social-democracia são antípodas teóricos, ideológicos e programáticos da teoria, da ideologia e do programa do PCdoB.

O PCdoB é um partido de classe avançado, representa os anseios e as perspectivas da classe trabalhadora, formado por militantes e quadros dedicados a uma causa, sejam ou não lideranças nacionalmente conhecidas. É um partido de gente simples e de lideranças destacadas, não de “celebridades”, conceito pequeno-burguês e vulgar que nada tem a ver com o modo comunista de ser e de lutar.

Quanto à sua organização e funcionamento, o Partido é dirigido por instâncias estáveis, em que pontifica o método coletivo. Tem líderes, não donos ou caciques, cultiva e exerce a unidade política e de ação, jamais grupos. A instância deliberativa maior é o Congresso, cujos delegados elegem o Comitê Central. Este dirige coletivamente o partido através de suas reuniões plenárias e dos órgãos executivos – Comissão Política e Secretariado. Seu dirigente principal, porta-voz mais credenciado, interno e externo, e representante perante as demais instituições da sociedade, é o presidente, Renato Rabelo, reeleito desde o 10º Congresso, em 2001, no exercício do seu terceiro mandato.

O comunismo é a natureza, o elemento, a missão histórica e o ideal do PCdoB, o que não se confronta com a flexibilidade tática, o patriotismo nem o sentido político e de massas de seu atual programa e sua ação.