quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

CUBA festeja 49 anos de libertação.

''No decorrer da madrugada ficará para trás o ano 49 da Revolução e entraremos no ano 50, que simbolizará meio século de resistência heróica'', afirmou Fidel em mensagem divulgada no diário Granma Digital Internacional e datada de segunda-feira (31).

Leia abaixo a mensagem do presidente cubano Fidel Castro, reproduzida do diário cubano Granma.

9 comentários:

Renato disse...

LIBERTAÇÃO?????
Só é livre o povo que pode escolher os seus caminhos.
Se livrar de um ditador para encarar outro, não é liberdade.

Rodrigo Moraes disse...

que outro ditador o senhor se refere....

Renato disse...

Claro que Fidel. De quem mais poderia estar falando?
Voce já conviveu com algum cubano?
Pois eu já, com vários.
Quando eles vieram ao Brasil ministrar o curso de Mestrado na Uepa (e veja bem somente os aliados do governo podiam vir), falavam horrores de lá (em off é claro, não em sala de aula).
Diziam que não há liberdade nenhuma lá.
Internet só em algumas casas e assim mesmo controladas pelo governo.
Eleições?
Quando se realizou a ultima em Cuba?

Rodrigo Moraes disse...

Esses professores Cubanos ...
devem Gostar é de MIAMe
Converse com o Prfessor LÁZARO , ele é professor da UEPA e é cubano.
Acho que vc está dando muito ouvido ao ARNALDO JABOR

renato disse...

Se ele acha tão bom assim, porque não está lá?
Arnaldo Jabor não tem nada a ver com isso.
Só vinham para o Brasil professores indicados pela coordenadora, que era esposa de um general que tinha lutado com Fidel e Che em Sierra Maestra.
O controle era total sobre quem podia vir, para não haver problemas de algum querer ficar por aqui, mas mesmo assim eles acabavam contando as augruras de viver na ilha.
Adoravam ir para aquela loja de 1,99 que tem a estatua da liberdade só pra comprar sabonete e shampoo (coisa que por lá não tem).

renato disse...

Claro que falavam coisas boas também. O sistema de educação e de saúde era só elogio.
Mas falavam do racionamento de comida e de generos essenciais, e contavam que este racionamento não era pra todos. Eles tinham o que queriam por colaborar com o governo, mas o povo mesmo não tinha.

Anônimo disse...

Ei quem é esse tal de Renato?!?
Tem gente que é duido mesmo né?!

Renato disse...

Com certeza sou doido porque aprendi a ouvir, ler, analisar e criticar.
Com certeza sou doido porque questiono as pessoas.
Com certeza sou doido porque não sou anonimo.
Com certeza sou doido porque gosto de dialogar com contrarios e não somente concordar com tudo.

Rodrigo Moraes disse...

O professor Lázarpo devende CUBA, e se não está lá não sifgnifica que não concorde com o modelo politico da ilha.
Caro Renato vc realme lE muito , mas é VEJA,O GLOBO,ÉPOCA,ETC....